Ich habe Berlin Syndrome

[ESTE POST CONTÉM SPOILERS DO FILME]

Filme produzido pela Netflix e dirigido pela australiana Cate Shortland, tem o Wolfgang do Sense 8 como o vilão bonitão Andi (Max Riemelt), é mais um filme polêmico que vai ter muita gente falando mal e muita gente gostando do filme. O motivo? Mais uma vez a Netflix usa e abusa de cenas de nudes, estereótipos, clichês, violência e abuso pra contar uma história.

berlin-syndrome

Dito isso, se decidir assistir o filme, se prepare e não diga que eu não avise. É um filme de terror, tenso, perturbador e o querido alemãozinho Wolfgang é o vilão.

Antes de continuar lendo o post assista o filme porque este post está cheio de spoilers. O filme está disponível na Netflix ou na Amazon pra comprar Berlin Syndrom [Blu-ray]

O filme é baseado no livro de Melanie Joosten, escrito em 2011, Berlin Syndrome que também pode ser encontrado na Amazon.

É um filme feito pra mim

Quem me conhece sabe que sou fã de filmes de terror, gosto dos filmes com monstrinhos, lobisomens, vampiros, aliens, zumbis, fantasmas, etc, mas nada me mete mais medo do que ver um monstro humano e uma história que é possível de acontecer. E no caso de “Berlin Syndrome” meio que vejo a minha vida retratada o que o torna ainda mais assustador.

berlin_syndrome_sundance_still_2_-_publicity_-_h_2017

A garota com cabelo zoado que vai viajar sozinha pra Berlim, se hospeda em hostel, adora tirar fotos com sua câmera, conhece um alemão gatão na viagem, ele fala inglês e usa todo seu charme pra atrair a sua atenção, ela vai parar em seu apartamento, a noite é incrível, ele traz flores, prepara um macarrãozinho com pesto e ela nunca mais sai de lá.

Mas calma! Não precisam enviar o resgate ou ligar pra Polizei, eu tenho a chave de casa, meu celular funciona, sei onde está o meu passaporte e não sofro violência nem abusos em casa, só tenho que lidar com piadas muito ruins. O clichê do alemão malvadão é só coisa de filme mesmo.

berlin-syndrome-_0

O filme se passa em Berlim e mostra vários lugares na cidade como cenário antes do filme ser reduzido a um apartamento bagunçado. O nome do filme é uma brincadeira com a síndrome de estocolmo em que a vítima desenvolve sentimentos de amor ou amizade pelo seu sequestrador. A maioria das cenas se passam em inglês (a turista é australiana e o alemão é professor de inglês o que justifica a escolha o idioma), mas há algumas cenas em alemão também, afinal “das ist Deutschland und wir sprechen Deutsch” (quem nunca ouviu isso não sabe o que é viver na Alemanha). Vale a pena assistir com o áudio original.

50 tons de Berlim

Clare, a vítima, menciona que gosta da arquitetura da Alemanha oriental (DDR) e por isso fotografa os prédios, isso dá a deixa para que Andi entenda que ela gosta de muros e de ter a sua liberdade restrita. O filme deixa claro em vários momentos que Andi tem problema com mulheres e ainda põe na culpa na mãe porque ela deixou o pai dele. Parem de culpar as mães por todos os traumas!!!

A atriz que faz a vítima, Clare (Teresa Palmer), me lembrou Kristen Stewart em Crepúsculo, daí penso que Berlin Syndrome é uma mistura de Crepúsculo com 50 tons de Cinza só que com mais sangue, com o cara no Sense8 e com a minha casa (Berlim) como cenário. Teresa Palmer está sendo muito elogiada pela interpretação neste filme.

O filme é legal, mas tem 2 grande erros:

  1. Impossível encontrar um prédio vázio como o do Andi pra morar. Todos os prédios abandonados já tem gente morando.
  2. A garota poderia ter sido encontrada rastreando a última localização do seu SIM Card antes do Andi sumir com ele.

Travel safe

Enfim, o filme fica de alerta pra todas as pessoas que viajam sozinhas serem cuidadosas e não caírem em ciladas. Sempre avise alguém da família ou um amigo próximo dizendo onde você está e pra onde vai em seguida. Tente sempre mandar sinais de vida nem que seja apenas postando as fotos incríveis da viagem no seu Instagram. Sempre tome cuidado com seu copo pra ninguém jogue nada dentro dele. Pode parecer paranóia, mas não custa nada ter cuidado. E o mais importante! Divirta-se muito em todas as suas viagens sozinha ou acompanhada 🙂

clare.jpg

Publicado por Lili

Leia também www.berlili.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: