Grausame Töchter

TIREM AS CRIANÇAS DA SALA!

Antes de mais nada peço que se você não gosta ou não entende o universo da música alternativa, o BDSM, o fetiche, tem problemas com nudez, tem medinho de filme de terror ou tem uma cabeça muito quadrada NÃO LEIA ESTE POST!!! Volte para a HOME e eu tenho certeza que você vai encontrar algum conteúdo que te agrade mais. Se mesmo com este aviso você ainda quiser ler este post eu peço que NÃO COMPARTILHE apenas para apontar o dedo e falar mal. A internet já está cheia deste comportamento e não preciso de sensacionalismo pra ter mais page views no meu blog. Agora se você se interessa em saber mais sobre qualquer um dos assunto citados acima ou tem algum@ amig@ que se interessa, gosta desse música eletrônica louca alemã ou curte o universo BDSM, por favor você está convidad@ a ler este post e conhecer a banda Grausame Töchter. Compartilhe este post com quem você acha que pode se interessar também e vamos juntos ajudar a desmistificar este mundo.

Grausame_Töchter_Wave-Gotik-Treffen_2016_02

Mulher polêmica

Se você acha que Lady Gaga, Miley Cyrus e Rihanna são polêmicas é porque você não conhece Aranea Peel e nunca viu um show da sua banda Grausame Töchter (Filhas Cruéis) e se você gosta da Nina Hagen você precisa dar um pouco de atenção pra esta moça.

A banda, fundada em 2009 em Hamburgo por Aranea Peel (vocals) e Gregor Hennig (bateria, Studiomix) transita entre os estilos elektropunk, futurepop e EBM. Ou seja, é música pra dançar muito na balada e fazer a louca até sair com a roupa pingando de suor.

As letras das músicas abordam temas como conflitos em relacionamentos e BDSM (Bondage & Discipline, Dominance & Submission). Em várias letras Aranea está insultando ou humilhando homens, portanto não recomendo ouvir alto em casa porque o vizinho alemão pode se sentir incomodado e ir bater na sua porta.

Grausame Töchter na Amazon.com

Traduza as letras das músicas por sua conta e risco

21317736_1423263024431675_5885163951742333242_n

Você pode odiar todas as músicas ou amar todas assim como eu.

Conheci a banda quando estive em um festival de música em Leipzig em 2016 e fiquei fascinada quando vi aquela mulher poderosa, com sidecut no cabelo, maquiagem elaborada, em cima do palco cantando, fazendo caras e bocas e o que mais der na telha, vestindo um macacão brilhante ou nua.

Depois do festival meu marido, na época namorado, me viu ouvindo Grausamer Töchter em casa e ficou do meu lado traduzindo as letras achando que eu ia me assustar e parar de ouvir, mas o resultado foi o contrário, virei fã da banda e dia 20 verei ao vivo novamente, desta vez em Berlim 🙂

Para entrar nos shows da banda é necessário ter pelo menos 18 anos completos, as performances tem imagens fortes e pesadas, as letras das músicas definitivamente não são para crianças, há performances de BDSM no palco e a banda curte um nudismo, afinal, foram os alemães que inventaram o FKK, Frei Körper Kultur, ou seja, nada mais justo que eles usem a ausência de roupas cobrindo o corpo onde bem entenderem. Certeza que a banda ia adorar o carnaval brasileiro.

Sexualität ist Inhalt oder Ausdrucksmittel, aber kein Showelement bei den Grausamen Töchtern. (Aranea Peel em entrevista para a Tip Berlin)

A sexualidade é um conteúdo ou um meio de expressão, mas não um elemento de exibição em Grausame Töchter.

Grausamer Töchter é uma banda que não tem meio termo, é para amar ou odiar, assim como toda diva pop.

Os fundadores da banda são Aranea Peel (vocal), Gregor Hennig (bateria), mas atualmente a banda também conta com Era Cross (baixo), Valeria Ereth (guitarra), Kiara Kazumi (dança, buzinas de apoio, percussão), Kasimira Ratke (dança, buzinas de apoio, percussão), Joscha Radaj (bateria), Neila Fynn (teclados) e Bojana Tadia (violoncelo).

Die Grausamen Töchter sind der sichere Hafen für die, die Toleranz benötigen. (Aranea Peel em entrevista para a CulturMag)

Grausame Töchter são o refúgio seguro para aqueles que precisam de tolerância.

Publicado por Lili

Leia também www.berlili.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: