I want you to PANIC!

Há alguns meses, ao sair de casa às sextas-feiras tenho visto crianças e adolescentes pelas ruas ou pelas estações de metrô/trem de Berlim com cartazes. Estes cartazes pedem para salvar o futuro delas. Elas fazem parte do movimento Fridays For Future e Schools Strike For Climate (
(sextas-feiras pelo futuro e greve escolar pelo clima), movimento iniciado por Greta Thunberg, uma garota sueca de 16 anos que desde agosto de 2018 deixa de ir à escola às sextas-feiras para protestar contra o aquecimento global e pedir para que os adultos façam algo a respeito.

No cartaz: Os ursos polares perderam o seu habitat. 
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.
No cartaz: Os ursos polares perderam o seu habitat.
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.

Vou deixar o vídeo da Greta Thunberg falando sobre o tema no TED Talks de Estocolmo pra ver se você, car@ leitor@, também se sensibiliza com o tema e muda as suas atitudes.

Esta garota está conseguindo mobilizar crianças e adultos do mundo inteiro para lutar pela proteção do planeta e foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz.

Ao lado deste movimento estudantil agora há também um grupo de cientistas pelo futuro (Scientists For Future). Estes cientistas vem há anos falando para os políticos sobre os problemas ambientais e mostrando estatísticas sem serem ouvidos. Os cientistas acreditam que agora com esse movimento estudantil eles serão ouvidos e poderão de fato ajudar a minimizar o problema.

 No cartaz: Dumbledore não deixaria isto acontecer. 
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.
No cartaz: Dumbledore não deixaria isto acontecer.
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.

Greve estudantil global no dia 15 de março de 2019

O dia 15 de março de 2019 ficará na história como o dia em que as crianças do mundo inteiro deixaram de ir à escola para salvar o seu futuro. Foram ao todo 80 países que aderiram a greve e eu, que não sou mais 9vinha, mas ainda vou à escola (de alemão) também me juntei às crianças, eu tendo pouco mais de 1,50cm de altura e uma mochila nas costas foi bem fácil me infiltrar no meio da molecada ativista.

No cartaz: Nós não temos plan(eta) B.
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.

Eu nunca tinha visto um protesto tão bem organizado. Os manifestantes se reunirão no Invalidenpark, próximo ao Museu de História Natural. Segundo os jornais, haviam mais de 10 mil pessoas no local. Vi pessoas de todas as idades, de velhinhos à bebês de colo com suas mães. Haviam grupos de crianças da pré-escola com seus professores. Praticamente todas as crianças e adolescentes traziam seus cartazes e faixas pintados à mão. Vendo isso sei que essas crianças tiveram umas boas aulas sobre proteção ambiental e democracia. Todas elas merecem passar com 10 e ter o seu futuro garantido.

No cartaz: Parem a mudança climática.
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.

O manifesto em Berlim foi grande, mas muito tranquilo. Aqui todas as pessoas tem o direito de organizar um protesto, para isso elas só precisam avisar a polícia e a empresa responsável pelo transporte público dizendo a data, horário e motivo. A polícia ajuda a organizar o evento e manter a segurança do local.

Caso o local escolhido para o protesto vá causar algum transtorno a polícia sugere um novo local. Como as ruas perto do parque foram bloqueadas pelos manifestantes as linhas de ônibus elétrico tiveram que parar de funcionar e nos pontos de ônibus haviam uma mensagem explicando que os ônibus estavam fora de circulação por causa do protesto e pedindo para as pessoas utilizarem o metrô ou trem. Vale lembrar aqui que Berlim tem uma complexa e rede de transporte público que permite que as pessoas cheguem aos lugares desejados por mais de um caminho, ou seja, sempre há um caminho alternativo quando há uma rua bloqueada.

Berlim está de parabéns pelo preparo para permitir que o povo se manifeste e que a democracia continue existindo.

Greta Thunberg merece esse Prêmio Nobel da Paz e espero que ela consiga abrir os olhos de mais pessoas para que entrem em pânico e tenham mais consciência de suas atitudes.

Encerro este post com um vídeo do Der Tagesspiel sobre a manifestação no Invalidenpark no dia 15 de março.

O vídeo está em alemão (desculpa galera) segue uma breve descrição: a primeira estudante que aparece se chama Franzi, ela tem 15 anos e é a organizadora do protesto em Berlim e comenta que a cada verão o clima aqui está pior e precisamos fazer algo a respeito, depois aparecem 2 estudantes de Bernau, Berlim e uma delas diz que se cada um fizer um pouco todos juntos será algo grande, ela também se diz chocada ao ver as pessoas de sua geração nas mídias sociais sem se importar com o que acontece no mundo como se vivessem apenas no mundo digital e diz que as pessoas deveriam estar em pânico com a situação, depois aparecem 2 garotos (o primeiro eu confesso que não entendi uma sílaba do que ele falou, alguém traduz pra mim por favor!) o segundo comenta que a sua geração está consciente do que está acontecendo com o meio ambiente, mas a geração dos pais não se importa e não faz nada a respeito nem ao menos cozinham refeições vegetarianas para seus filhos, a última estudante no vídeo diz que se cada um fizer um pouquinho já dá uma grande diferença e dá algumas dicas de coisas simples que ela faz e que todos podemos fazer: andar com a própria caneca para comprar café na rua, levar um pequeno prato e talheres de casa para não usar descartáveis ao comer fora de casa, utilizar transporte público.

Com pequenas mudanças de hábitos e um pouco mais de consciência ambiental todos juntos conseguiremos mudar o mundo.

No cartaz: Capitalismo mata o nosso futuro.
Fonte: acervo pessoal, foto tirada no dia 15.03.2019 no Invalidenpark, Berlim.

Publicado por Lili

Leia também www.berlili.wordpress.com

%d blogueiros gostam disto: